Suds Insanity - Importadora traz ao Brasil as cervejas Nils Oscar, Thornbridge e Edge

Atualizado: 29 de Abr de 2019

A Importadora curitibana Suds Insanity está trazendo para o Brasil a marca sueca de cervejas Nils Oscar, a britânica Thornbridge e a espanhola Edge. A Suds Insanity é uma importadora apostando em rótulos premiados pelo mundo com alto rigor de cuidado no transporte das cervejas. No caso da Edge inclusive a Suds Insanity importa as cervejas em contêiner refrigerados garantindo a qualidade das cervejas.



A Suds promoveu um evento com degustação das marcas. O evento ocorreu no EAP - Empório Alto dos Pinheiro, bar tradicional de São Paulo com diversos rótulos, torneiras e casa de diversos lançamentos e eventos.


Vamos conhecer as marcas e seus principais rótulos.


Cervejaria Nils Oscar


A Cervejaria Nils Oscar é uma micro cervejaria sueca baseada na cidade Nyköping. A cervejaria leva o nome do Nils Oscar, um sueco nascido em 1865 considerado um herói pelo neto por tudo o que fez pela família. Inclusive a imagem do rótulo é a única foto que a família tinha do Nils Oscar. Em 1996 em Estocolmo, o neto de Nils Oscar junto com entusiastas em cerveja começaram a produzir as primeiras garrafas. Em 1998 abrem a primeira loja na Suécia se tornando a loja de cerveja artesanal mais popular do país. Em 2000 a cervejaria ganha o primeiro prêmio na World Beer Cup. Desde então a cervejaria vem ganhando muitos prêmios se tornando a cervejaria sueca com mais medalhas em prêmios pelo mundo. Em 2006 a cervejaria se muda de Estocolmo para Nyköping e começa o crescimento e modernização até os dias de hoje.


A Nils Oscar produz cervejas clássicas em estilos modernos. São cervejas saborosas, com receitas simples e bem feitas. A grande força da cerveja é o malte. A cervejaria produz o próprio malte, o que se torna muito perceptível em alguns rótulos. Recomendamos fortemente a Nils Oscar para quem gosta de cerveja clássicas e quer tomar uma boa cerveja. Precisa presentear um amigo que gosta de cerveja faz tempo? Compra uma Nils Oscar que certamente irá agradar.


Södermalmspilsner

A primeira cerveja degustada foi a Södermalmspilsner, preço médio em R$ 25,00 . Uma pilsen, ABV 5%, de coloração dourada, aroma bem gostoso de malte lembrando uma casca de pão fresco. Baixo amargor, bom drinkability, bom equilíbrio entre o álcool, amargor e corpo. Não perde em nada para um boa pilsen tcheca. Uma pilsen bem feita no patamar das boas pilsen de mercado. Harmoniza com salame, petiscos de boteco, mas vai bem para tomar por si só.









India Ale

A próxima foi a Nils Oscar India Ale, ABV 5,3%, preço médio em R$ 22,00, uma cerveja que Lembra a cerveja Fuller’s com pegada britânica mas lúpulo Americano. Cor bonita de cobre, aroma cítrico. Quando se fala em IPA já imaginamos o amargor forte, porém a India Ale Nils Oscar surpreende com um amargor mais leve que um IPA convencional. Deixa na língua depois do gole um gostinho frutado. Harmoniza com comidas picantes.












Rökporter

Seguimos para a que foi a estrela na surpresa e no paladar, a Rökporter, uma Smoked Porter, ABV 5,9%. Sim, um Porter defumada. Cor de uma Porter, um caramelo bem escuro rubi, é uma cerveja surpreendente. 80% do malte usado é defumado sobre o trigo-sarraceno, o que dá à cerveja um aroma e um sabor esfumaçado. Aroma de malte defumado e com defumado evidente também no paladar, mas com o toffee de uma porter. Harmoniza muito bem com grelhados, gorgonzola ou sobremesas de chocolate. Preço médio em R$ 29,00 reais. Uma cerveja muito boa.











Imperial Stout

Seguimos com a menos atrativa da noite. A Imperial Stout, preço médio R$ 29,00, ABV 7%, tem malte torrado, lembra bem ao fundo café. Pouco aroma e pouco corpo, a cerveja foi rapidamente bebida sem esforço o que pode desapontar para um Imperial Stout.



















Celebration

A degustação da Nils Oscar finalizou com a Celebration, uma cerveja muito boa, no estilo da Delirium porém com um custo benefício melhor na minha opinião. A Nils Oscar Celebration foi feita em comemoração aos 70 anos do fundador da cervejaria, tem uma coloração acobreada, aroma de malte, frutas secas, caramelo,e na boca aquece bem com os 9,9% de teor alcoólico. Ela é complexa, feita com 7 tipos diferentes de malte e açúcar não refinado de cana, o que lembra rum no paladar. Muito curiosa a cerveja, vale a pena experimentar. Harmoniza muito bem com queijos fortes. Preço médio R$ 29,00.



As cervejas Nils Oscar valem ser conhecidas se você gosta de cerveja bem feita. O malte de qualidade faz diferença. Presenteie seu amigo cervejeiro sem medo.







Cervejaria Thornbridge


“Without compromise since 2005”. Esse é o lema da Thornbridge. Fundada em 2005 no condado Derbyshire, Reino Unido, começou focando nas cask ales que são muito tradicionais no Reino Unido, até que em 2009 inauguraram a linha de envase de garrafas trazendo inovação ao processo, pesquisa em sabores diferentes e ingredientes naturais. De forma rápida e surpreendente chamou a atenção no Reino Unido ao misturar a base das cervejas tradicionais inglesas com a ousadia e criatividade das cervejas americanas.


O Hop Hour participou da degustação e celebração da vinda dos rótulos Thornbridge Crackendale, Thornbridge Jai JAI e Thornbridge Melba. Quando se fala em marcas britânicas de cerveja geralmente vem em mente cervejas típicas de pubs ingleses, tradicionais e sem adicionais mirabolantes. A Thornbridge chamou a atenção nos aromas e nos sabores derrubando a barreira de que cervejas britânicas não tem criatividade.


Crackendale

Começamos com a Crackendale, um citra pale ale 5,2%, um dourado claro, bem refrescante, com moderado aroma cítrico, com excelente drinkability, com sabor bem perceptível de lúpulo, notas cítricas e no final fica o amargor na boca. Uma cerveja que combina muito com o clima do Brasil e petiscos de piscina e praia. Preço médio em R$ 33,00.













Melba

A próxima cerveja foi a grande surpresa da Thornbridge, a Melba, uma English IPA com 5,2%. É uma IPA com lúpulo Mosaic e Citra, e com incrível aroma e notas de pêssego altamente perceptíveis. O pêssego chama muito a atenção quebrando a expectativa de se tomar uma IPA, uma experiência bem bacana. A característica do pêssego vem da combinação dos lúpulos americanos. Um ótimo presente para um amigo que gosta de IPA. Vai surpreender. Preço médio em R$ 36,00.
















Jai JAI

Finalizamos a degustação com a curiosa Jai JAI. Uma India Pale Ale segundo a embalagem, 6,7%, mas é sim uma American IPA. É uma cerveja colaborativa entre a Thornbridge com a Cigar City. Uma cerveja bem aromática e não é por menos. Ela possúi 7 lúpulos. Levemente amarga com corpo incrível. Uma cerveja curiosa mostra muita a cara da Thornbridge, base em uma IPA britânica mas com lúpulos e criatividade britânica. Quem nunca tomou uma cerveja com muitos lúpulos vale a pena conhecer a complexidade. Preço médio em R$ 39,00.


As cervejas da Thornbridge são bem curiosas. Todas tem alguma coisa que chama a atenção por ser fora da caixinha. Para aquele amigo que diz que IPA é tudo igual, vale apresentar a Thornbrigde.



Cervejaria Edge


São 11 rótulos que acabaram de chegar em contêineres refrigerados.


As garrafas são bem chamativas com rótulos repletos de artes e conceitos que ao bater o olho em uma prateleira o cliente é tentado a pegar para ver de perto. Uma marca de cerveja fortemente indicada para você apresentar aquelas pessoas que dizem não gostar de cerveja. Comentaremos os destaques da degustação.


Gose Margarita

Cerveja Edge Gose Margarita, 4%, bem leve, coentro, casca de limão e sal do oceano que banha a Catalunha. Uma cerveja bem refrescante.


















Apassionada

Cerveja Edge Apassionada, 4%, uma Berliner Weisse com maracujá e hibisco, o aroma e sabor do maracujá são bem presentes enquanto o hibisco só aparece mais na coloração. Uma excelente cerveja para apresentar a quem diz não gostar de cerveja. Certamente a pessoa irá gostar.

















Piña Colada

Cerveja Edge Piña Colada Sour, 6.6% outra cerveja para apresentar quem diz não gostar de cerveja. Muito curiosa com aroma de abacaxi e coco, sabor de coco pouco notável no paladar, uma cerveja muito curiosa realmente lembrando o drink Piña Colada. Na receita não é presente o coco, esse vem das misturas dos lúpulos.














Tripe Virgin Cherries

Cerveja Edge Triple Virgin Cherries, uma Belgian Tripel, 7.7%. Uma cerveja excelente com cereja. Teor alcoólico mais alto porém não parece. Tem bem no fundo a doçura da cereja, com a citricidade dela também. A cor da cerveja é muito bonita, um rubi avermelhado translúcido.Para os mais experientes em cerveja irão se encantar.




A cervejaria Edge é fortemente recomendada para introduzir um publico que diz não gostar de cerveja. Com sabores descontraídos, alegres, muitos rótulos sem amargor, leves, saborosos, com rótulos bonitos.










Mais sobre a Suds Insanity:

http://www.sudsinsanity.com.br/site/


Mais sobre a Nils Oscar:

https://www.nilsoscar.se/


Mais sobre a Thornbrigde:

https://thornbridgebrewery.co.uk/


Mais sobre a Edge Brewing:

http://edgebrewing.com/



98 visualizações

ENDEREÇO

CONTATO

SIGA A GENTE

Mogi Guaçu - SP

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco