Cervejaria Blondine e Bar do Cofre SubAstor estreiam coquetéis em parceria


A partir de fevereiro, casa oferece três drinques assinadas pela equipe do SubAstor, preparados com rótulos exclusivos desenvolvidos pela cervejaria


Drinques executados com maestria, preparados com whisky, gin, vodca e outros destilados chamam a atenção no balcão do Bar do Cofre SubAstor desde que a casa abriu as portas no subsolo do Farol Santander. Em fevereiro, quando completa o primeiro ano na ativa, o bar inova em sua carta e lança três coquetéis elaborados com cervejas. Os rótulos foram desenvolvidos pela Cervejaria Blondine, com exclusividade para o Bar do Cofre SubAstor e também ficam disponíveis para os que preferem provar só a bebida enquanto batem papo com os amigos em um dos ambientes do Cofre ou provam as boas receitas que saem da cozinha.

Todas as novidades ganham nomes de outros bares instalados em cofres ao redor do mundo. O Trinity, uma homenagem ao Trinity Place, em Nova York, é feito com Cofre Session IPA (R$ 29, garrafa de 473ml), aromática, com notas cítricas e sutil amargor, combinada com gin Tanqueray, fernet, cynar e água tônica. Em referência ao Vault Bar, no cofre original do banco MeesPierson, em Amsterdã, o Vault leva a cerveja Cofre Witbier (R$ 30, garrafa com 473ml), bourbon Bulleit, Aperol, amaro, limão siciliano e solução salina. Já o Broker, consagra o The Broker Restaurant, do estado de Colorado, e fechado oficialmente em 2018. O drinque tem como base a Cofre Lager (R$ 27, garrafa de 473ml), com corpo leve, espuma cremosa e amargor equilibrado, gin Tanqueray, amora, xarope de mel, limão siciliano e salmoura de azeitona. Cada coquetel sai por R$ 37.


Garrafas em alumínio

As garrafas da Blondine que chegam ao Bar do Cofre SubAstor são de alumínio 100% reciclável, um modelo oferecido somente pela cervejaria ao mercado. Além de inovar, pensando em um design diferente que agrega em quesitos sensoriais, a marca optou por essa embalagem por ser um produto mais sustentável, porque emite menos CO² por litro envasado e tem um índice superior de reciclagem quando comparado ao vidro.  O alumínio também protege o sabor, por meio da vedação da cerveja contra a luz e oxidação, são inquebráveis e ótimas para quem gosta de colecionar.


Serviço Bar do Cofre SubAstor Endereço: Subsolo do Farol Santander Rua: João Brícola, 24, Centro – (11) 3101-1217 Horário de funcionamento: quarta, das 17h à 1h, a confirmar nas redes sociais. Quinta a sexta-feira, das 17h às 1h. Sábado, das 14h às 1h. Domingo, das 14h às 20h. Reserva: site ou app Get In, sempre 14 dias antes da data Lotação: 90 lugares www.subastor.com.br Tem ar condicionado Débito: Mastercard /Redeshop / Visa Electron C.c.: Diners / Mastercard / Visa / American Express (todos)


Sobre o Bar do Cofre SubAstor

Lances de escada abaixo do Farol Santander, guardado a sete chaves e atrás de grades de aço em um espaço tombado, está o Bar do Cofre SubAstor, comandado pelo time liderado por Fabio La Pietra. O bar está instalado dentro do cofre do antigo Banco do Estado de São Paulo, no centro histórico da capital. O ambiente manteve as características originais, como portas circulares feitas de concreto e aço reforçado, além de pisos e paredes de mármore. A arquitetura e a decoração, inspiradas em bares como o The Ned, em Londres, e o Butcher and Banker, em NY, ficaram por conta da LAB Arquitetos, que projetou o uso do local sem interferir nos elementos icônicos. Assim que atravessa as grades, o cliente vê prateleiras e bar iluminados ao centro do salão. Nas laterais, duas portas de 16 toneladas. A primeira leva para uma sala inteiramente tombada que, após intenso processo de restauro, abriga quase duas mil caixas de depósito individuais, agora parte da decoração, ao lado do famoso balcão do SubAstor. Cadeiras, poltronas e sofás do acervo do Santander completam o ambiente. Por outra, chega-se a um lounge, onde o teto ganha painéis de LED e um bar móvel com uma seleção especial de Johnnie Walker e single malts.


Sobre a Blondine

Fundada em 2010, a cervejaria artesanal Blondine foi premiada diversas vezes por seus rótulos que priorizam o sabor e a originalidade.  Dez anos após a sua abertura, a Blondine conquistou, além dos prêmios, sua própria fábrica, o início das exportações para os Estados Unidos e China, o lançamento do refrigerante artesanal Be Pop, a consagração da parceria com o respeitado ICB, Instituto da Cerveja Brasil. Hoje é protagonista no cenário gastronômico, sendo marca presente nas principais casas de São Paulo como A Casa do Porco, Picchi, ICI Brasserie, Bráz Elettrica, Dona Onça, Jacarandá, Hot Pork, Pirajá, Bio entre outros.

Logo-Novo-BV.png

PARCEIROS

delibeery-cervejas.png
Logo-HopMundi-completo.png
drink-karma.png
american-beer.png
tesla-cervejaria.png
wiva-cerveja-artesanal.png
logo_campinas_cervejaria_2019.png
zev.png
bierinbox.jpeg
Untitled-1.png
2.png
WhatsApp-Image-2020-08-17-at-11.59.png
LOGO.png

Mogi Guaçu - SP

CONTATO

ENDEREÇO

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco

SIGA A GENTE